Foto de um papel com contas, em cima temos um equipamento medindo as moedas e uma calculadora preta. Imagem ilustrativa para texto seguro prestamista.

Seguro prestamista: saiba o que é e descubra o que você precisa!

O seguro prestamista é utilizado para quitar os débitos do segurado, quando este está impossibilitado de realizar os pagamentos por conta própria.  Entenda melhor como o serviço funciona a seguir. 

Ao obter um determinado crédito ou financiamento, você provavelmente irá se deparar com a possibilidade de aderir a um seguro prestamista. 

Este serviço, é uma espécie de garantia tanto para a empresa que realiza o empréstimo, como para a pessoa que o solicita. 

Afinal, o seguro prestamista garante a quitação da dívida, quando o segurado não pode fazer o pagamento, de acordo com as situações cobertas no contrato. 

Por exemplo, se você solicitou um empréstimo, mas uma invalidez por acidente te impede de continuar trabalhando e pagar a dívida, o seguro se responsabilizará por ela. 

É legal cobrar seguro prestamista? É um seguro obrigatório?

Um seguro prestamista é ideal para garantir uma proteção financeira, tanto para quem solicita um crédito, quanto para a empresa que o fornece. 

Sendo assim, esse serviço se responsabiliza pelo pagamento da dívida, caso o segurado enfrente uma situação que dificulte o pagamento. 

Desse modo, quando você solicita um financiamento ou crédito, pode fazer também a contratação do seguro prestamista. 

Portanto, é importante ressaltar que este não é um serviço obrigatório para qualquer tipo de empréstimo. Esse fator pode depender da instituição financeira. 

Ou seja, você pode solicitar um crédito com uma financiadora, sem necessariamente, contratar o seguro. 

A empresa responsável, geralmente, solicita esse tipo de seguro quando se trata de um financiamento a longo prazo, para a compra de imóveis, por exemplo. 

Então, com valores e riscos mais elevados, o seguro já está presente no contrato de financiamento imobiliário, como é o caso do seguro habitacional. 

Porém, caso você solicite um empréstimo para um banco, consórcio ou cheque especial, por exemplo, o seguro não precisa estar incluso e você pode optar por colocá-lo.

Foto de uma home de blusa branca escrevendo em papéis em cima de uma mesa preta. Imagem ilustrativa para texto seguro prestamista.
O seguro pode ser útil quando você não consegue quitar uma dívida.

Dessa maneira, é importante ter em mente, que este seguro é uma forma para evitar mais dívidas, e garantir o pagamento do crédito solicitado, caso haja algum imprevisto. 

Coberturas do seguro prestamista

Assim como outros tipos de seguros, o prestamista também conta com coberturas determinadas quando você realiza a contratação. 

Desse modo, você poderá encontrar coberturas oferecidas juntas ou separadas, já que depende de cada contrato e empresa responsável. 

Invalidez permanente ou total por acidente

Uma das coberturas disponíveis no seguro prestamista é a de invalidez, seja ela total ou permanente, causada por alguma acidente. 

Ou seja, você realizou um empréstimo e junto com ele contratou um seguro. Sabemos que imprevistos podem acontecer. Por exemplo, você sofreu um acidente. 

Se, por causa desse acidente, você tiver algum tipo de invalidez, fator que irá te impedir de trabalhar e afetar sua estabilidade financeira, você pode solicitar a ajuda do seguro. 

Deste modo, o seguro realiza o pagamento das parcelas da dívida, lembrando que o número de parcelas cobertas pode variar de acordo com o contrato. 

Invalidez permanente ou total por doença

Outra situação semelhante que pode acontecer é a de invalidez funcional causada por uma doença, valendo tanto invalidez total, quanto a permanente. 

Sendo assim, caso você sofra com uma doença que traga vários problemas para sua vida, incluindo uma invalidez, pode solicitar a ajuda do serviço. 

Da mesma forma, o seguro se responsabiliza pelo pagamento da dívida, de acordo com o valores e condições que constam no contrato. 

Morte acidental ou natural 

Já outra cobertura que é uma das principais e pode ser, inclusive, obrigatória ao contratar o seguro é a de óbito. 

Essa cobertura é voltada tanto para situações de morte acidental ou natural ocorridas com o segurado. 

Além disso, a cobertura de morte do segurado é geralmente válida para todo o território mundial. Sendo assim, se o óbito ocorrer fora do país, também é possível fazer a solicitação do serviço. 

Neste caso, a família do segurado fica livre da responsabilidade de quitar as dívidas contraídas. 

Perda de renda por desemprego involuntário

Foto de uma carteira sendo aberta, sem nenhum dinheiro dentro. Temos um fundo preto. Imagem ilustrativa para texto seguro prestamista.
Ao ficar emprego, você pode acionar o seguro.

Já uma cobertura que pode ser muito útil é a de perda de renda por desemprego involuntário. 

Se você solicitou um empréstimo ou financiamento, provavelmente conta com o seu salário para conseguir quitar essa dívida mensalmente. 

Porém, em uma situação que está fora do seu controle, e você acabar perdendo esse emprego, logo todo o seu planejamento financeiro estará desequilibrado. 

Por isso também, você pode ter grandes dificuldades para conseguir pagar a dívida. Sendo assim, você pode acionar o seguro. 

Mas na situação, você precisa comprovar que não houve demissão por justa causa, e que não está recebendo qualquer renda. 

Perda de renda por incapacidade física temporária

Assim como no caso mencionado acima, existe a cobertura para perda de renda, mas em situações de incapacidade física temporária. 

Ou seja, se durante o período de validade do seguro, você que possui uma renda regular, ficar sem recebê-la por alguma incapacidade física, pode acionar o seguro. 

Nesta situação, geralmente, o seguro realiza a cobertura caso você fique sem trabalhar por um período superior a 15 dias. 

Lembrando que em todos os casos de cobertura, o pagamento será de acordo com os valores e condições que estão presentes no contrato. 

Quais as vantagens do seguro prestamista?

Seguros são serviços que sempre trazem mais proteção e tranquilidade para quem os contrata, independente de qual proteção seja. 

Já o seguro prestamista oferece a grande vantagem de quitar um débito quando a pessoa responsável não possui condições de fazê-lo. 

Quando o pagamento das mensalidades de um empréstimo sofrem atrasos, vários juros podem ser acrescentados, gerando ainda mais problemas para a pessoa. 

Sendo assim, com a cobertura do seguro, você não corre o risco de ficar inadimplente, e com valores reajustados, tornando-se superiores aos acordados no início. 

Então, se você está presenciando um cenário de instabilidade no mercado de trabalho, que pode refletir no seu emprego, é uma boa ideia optar pelo seguro. 

Dessa forma, se fizer um empréstimo mais elevado, por exemplo, você tem a garantia de uma ajuda financeira para quitar a dívida em situações adversas. 

Isso também é útil para evitar que em casos de óbito, os outros membros da sua família tenham que lidar com a situação. 

Outro benefício importante, é que em determinados casos, uma dívida resulta na perda de bens, e com esse seguro, o transtorno é evitado. 

Saiba como e quando contratar o seguro prestamista

Foto de uma mão segurando um lápis, enquanto atrás temos uma nota fiscal, um caderno com contas, calculadora e mais notas.
Ao solicitar um crédito, contar com o seguro prestamista é uma boa opção.

O seguro prestamista é um serviço que passa por três etapas, isso porque a venda dele é feita entre a seguradora, o corretor e a financiadora ou banco. 

Por isso, quando você solicita o empréstimo para uma financiadora, por exemplo, é possível contratar o seguro ao mesmo tempo. 

Em geral, a maioria das empresas que trabalham com a oferta de crédito, já possuem a parceria com a seguradora. 

Dessa forma, ao procurar pelo financiamento, a empresa já irá te oferecer a possibilidade de contratar um seguro prestamista. 

Com isso, o valor do seguro é incluso nas parcelas do financiamento e assim, você solicita o serviço de acordo com a situação e as coberturas contratadas. 

Qual o valor de um seguro prestamista?

O valor de um seguro prestamista pode variar de acordo com muitos fatores, como por exemplo o valor e o tempo de duração do empréstimo feito. 

Afinal, existem grandes diferenças em um serviço de proteção para riscos de valores mais altos para valores menores, assim como para dívidas a curto prazo e a longo prazo. 

Um outro fator que contribui para um preço mais em conta, é o fato do seguro ser contratado pela financiadora. 

Com isso, a empresa não irá oferecer o serviço apenas para um cliente, e sim para muitos clientes que solicitam um empréstimo. 

Logo, ele pode ser considerado um seguro em grupo, porque vários clientes podem optar por ele. Com mais pessoas utilizando, é possível que a seguradora ofereça valores mais em conta. 

Como acionar o seguro prestamista?

O seguro prestamista irá cobrir as situações de sinistro de acordo com os termos acordados no contrato.

Assim sendo, ao enfrentar uma das situações apresentadas nas coberturas, você deve entrar em contato diretamente com a seguradora. 

Em situações como essa, você também pode contatar o corretor de seguros responsável e solicitar a ajuda dele para lidar com os trâmites. 

Desse modo, a seguradora irá solicitar vários documentos com o intuito de comprovar a situação de sinistro. 

Portanto, você deve seguir todas as informações passadas, enviar todos os documentos, e a seguradora terá até 30 dias para fazer o pagamento ao credor. 

Não se esqueça também de verificar o contrato para esclarecer qualquer questão extra. 

Nosso conteúdo foi útil para você? Então continue nos acompanhando e compartilhe esse post com seus amigos. 

Você também pode gostar de cotação de seguro: você sabe como fazer a sua? Aprenda aqui!

Se você está em busca de um seguro, conheça a Quisto Corretora de Seguros, empresa com ampla experiência no ramo. 

Na Quisto você encontra mais de 90 possibilidades de contratos com seguradoras renomadas no país. Cote já seu seguro